O teste de glicemia é uma rotina na vida de quem tem diabete. Através de uma pequena amostra de sangue, coletada com uma tira reagente e analisada em um medidor de glicose, é possível detectar os níveis de glicose nas hemoglobinas e determinar a quantidade de açúcar no sangue de uma pessoa.

Neste artigo vamos explicar o que é, como funciona e, também, quais os equipamentos necessários para que você possa realizar os testes de glicemia em casa. Viver bem com diabetes é possível e esse acompanhamento é fundamental. Confira!

 

O que é o teste de glicemia

Você já aprendeu aqui no blog que diabete é uma condição gerada a partir do excesso de açúcar no sangue (hiperglicemia). O teste de glicemia capilar existe por dois motivos principais: acompanhamento do nível glicêmico para quem já tem a condição e diagnóstico de novos pacientes.

Ele pode ser realizado tanto em laboratórios, normalmente junto a outros exames, ou então em casa. Neste caso é preciso fazer um pequeno furo na ponta de um dos dedos com o auxílio de uma lanceta. Uma fita reagente específica é inserida em um medidor de glicose e, em seguida, a amostra de sangue.  

 

O glicosímetro (ou monitor de glicemia)

Existem diversas opções de medidor de glicose no mercado e cada pessoa deve escolher a que melhor se adapta à sua realidade. Algumas, inclusive, possuem eletrodos de ouro que garantem a qualidade dos testes. Por isso, vale a pena pesquisar e conhecer todas as opções.

Em todos os casos, o paciente insere a tira reagente no glicosímetro, fura o dedo com a lanceta e coloca o sangue sobre a tira. Alguns segundos após este procedimento, o resultado é indicado, oferecendo uma média do nível de açúcar no sangue.

Com base nessa média de glicose nas hemoglobinas (glóbulos vermelhos) é que será possível determinar a gravidade da condição, bem como a solução necessária para cada caso.

Há situações, como na pré-diabetes, onde é possível regular os níveis de açúcar com alimentação e exercícios. Em outros casos é preciso administrar medicamentos, como a insulina. No caso da hipoglicemia, é necessário ingerir alimentos ricos em açúcar para elevar a glicose no sangue.

 

A importância de calibrar o medidor

Assim como qualquer outro aparelho eletrônico, o glicosímetro também deve estar corretamente calibrado, caso contrário existe a possibilidade dele apontar resultados que não condizem com a realidade.

Para isso, basta utilizar a solução de controle, que normalmente já vem com o medidor de glicose no momento da compra. Quem já convive com diabete sabe da importância da calibração, todavia é muito importante que as pessoas que estejam aprendendo a conviver com a doença agora também fiquem atentas.

 

Periodicidade dos testes de glicemia

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes pessoas que convivem com a diabete devem realizar o teste laboratorial de hemoglobina glicada a cada seis meses caso os níveis de glicose estejam controlados. Caso apresente resultados insatisfatórios é preciso realizar os testes a cada três meses.

Em alguns casos, é preciso acompanhar diariamente, ou até mesmo mais de uma vez por dia, a variação do nível de açúcar no sangue. Nesses casos os monitores de glicemia se fazem fundamentais, uma vez que são portáteis e muito práticos e bastante confiáveis.

 

Viver Bem com Diabetes é possível, você só precisa das informações certas. Assine nossa newsletter e receba novos conteúdos diretamente em seu e-mail!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>