Diariamente, pessoas com diabetes precisam colher algumas gotas de sangue para checar seus níveis de glicose capilar. Antigamente, esse procedimento era feito de forma completamente manual, causando certo desconforto. Hoje, porém, é possível contar com lancetadores automáticos que tornam o processo mais simples, rápido e indolor.

Quer saber mais sobre esse dispositivo capaz de facilitar o seu dia a dia? Continue a leitura. Neste post, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre o lancetador, incluindo suas principais vantagens para quem tem diabetes. Acompanhe!

 

O que é um lancetador

Pode ser que você já conheça lancetas automáticas que contêm uma agulha revestida de plástico formando um dispositivo que permite que você faça, manualmente, o famoso “furinho no dedo” para a coleta do sangue e medição da glicemia.

O lancetador é um dispositivo mais avançado, mas ainda de simples manuseio e utilização. Tem o formato similar ao de uma caneta e um sistema que faz um disparo rápido e seguro da agulha das lancetadoras descartáveis, possibilitando que a coleta seja feita de forma mais prática e com pouca ou nenhuma dor.

O preço do lancetador varia de acordo com o fabricante. Muitos, como a EasyFy, oferecem um kit completo com o dispositivo, lancetas, glicosímetro (aparelho medidor de glicose) e as tiras reagentes utilizadas no aparelho.

 

Como funciona o lancetador

Existem diferentes marcas de lancetador, mas funcionam de maneira muito parecida. Para utilizar o dispositivo, é preciso contar com lancetas descartáveis que sejam compatíveis com o equipamento.

Para inserir as lancetas descartáveis que contém a agulha, basta abrir o dispositivo e posicioná-las corretamente (segundo indicado nas instruções do produto). Em seguida, é necessário tirar o lacre que protege a ponta da agulha e fechar o lancetador.

Depois, é necessário regular o dispositivo para adequar o disparo de acordo com a resistência da pele — a regulagem do lancetador vai do 1, para peles mais finas, ao 5, para peles mais resistentes. E, então, posicionar a “caneta” junto ao dedo e apertar o botão para liberar a agulha e fazer o furinho.

 

Vantagens do lancetador e das lancetas descartáveis

Além de rápido e prático, o uso do lancetador evita que qualquer instabilidade (como tremores) ou o excesso de força torne o processo doloroso.

Há quem opte por reutilizar as lancetas, higienizando-as entre uma coleta e outra, considerando que seu lancetador é um dispositivo de uso pessoal. Porém, para evitar infecções, dor e outros problemas, o mais indicado é utilizar cada uma das lancetas apenas uma vez.

Vale saber, lancetas boas contam com tecnologia avançada para que sua ponta faça o furinho no dedo de forma mais confortável e a reutilização tende a enfraquecer a agulha, tornando o procedimento mais doloroso.

A recomendação dos fabricantes e das sociedades médicas é para a NÃO reutilização das lancetas, uma vez que quanto mais se usa, maior é o desgaste do material, que perde a lubrificação e a potência do corte, por exemplo.

Muitas pessoas com diabetes têm dificuldade para conseguir coletar a quantia necessária de sangue, sem precisar apertar o furinho para forçar a formação de uma gota maior, causando mais dor. O uso do lancetador e de lancetas descartáveis evita essa situação, além de tornar o processo mais simples e seguro.

 

Gostou do post? Aproveite para saber como escolher o melhor glicosímetro para você!

 

 

Revisado por Camila Cialdini Faria – Educadora em diabetes

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>