A diabetes gestacional ocorre em mulheres grávidas que nunca tiveram diabetes antes, mas que apresentam níveis elevados de glicose no sangue durante a gravidez. Assim como nos outros tipos de diabetes, esse também exige acompanhamento dos níveis de açúcar (glicemia) por meio de um glicosímetro.

Apesar de não saber precisar exatamente os motivos que levam uma futura mamãe a apresentar esse quadro, os cientistas suspeitam de algumas causas específicas. Continue lendo para entender o que é diabetes gestacional e quais cuidados você deve tomar para evitá-la ou conviver bem com ela!

 

O que é diabetes gestacional?

A diabetes gestacional é uma doença que afeta as mulheres pela primeira vez durante a gestação. Isso ocorre em virtude das mudanças hormonais que acontecem no organismo durante a gravidez, as quais podem prejudicar a ação da insulina.

Na maioria dos casos ela desaparece após o parto, mas há situações onde a condição pode persistir e a gestante passa a apresentar um quadro de diabetes tipo 2.

Justamente por isso é fundamental fazer o teste de glicemia em jejum e o teste de tolerância à glicose (curva glicêmica) logo após a 20a. semana de gestação. Principalmente porque muitas vezes a doença não apresenta sintomas claros ou podem ser confundidos com sintomas familiares da própria gestação. Na maioria dos casos as grávidas relatam ganho de peso excessivo, inchaço demasiado, vômitos incontroláveis, idas frequentes ao banheiro para urinar e visão turva.

 

Como evitar a diabetes gestacional

Diversas são as causas da diabetes gestacional, como o ganho de peso excessivo, o apetite aumentado para alimentos doces, a falta de atividades físicas, o tabagismo e o estresse, entre outras. Por isso, é importante cultivar hábitos saudáveis.

Cuidar da alimentação, optando por alimentos saudáveis em vez de outros ricos em gorduras e carboidratos de rápida absorção (pão, macarrão e outros derivados de trigo) e praticar exercícios com frequência diminuem consideravelmente a possibilidade de diabetes.

Mas, mesmo com bons hábitos e cuidados com a saúde ainda é possível que você apresente um quadro de diabetes gestacional. Por isso, é fundamental buscar acompanhamento médico e controlar os níveis de glicose no sangue desde o momento em que a gravidez for detectada.

 

Como conviver melhor com a diabetes gestacional?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, esse é o problema relacionado ao metabolismo que mais atinge as gestantes. Estima-se que entre 3% e 25% das mulheres grávidas apresentam a condição, o que pode variar de acordo com o grupo étnico e o critério diagnóstico utilizado.

Para conviver bem com a diabetes gestacional ao longo da gravidez é preciso ter acompanhamento médico e nutricional, fazer os exames de glicemia no sangue com frequência e adotar hábitos saudáveis.

Uma alimentação balanceada, aliada a atividades físicas regulares e o uso correto dos medicamentos melhoram o prognóstico da gestação e diminuem a chance de complicações.

 

É preciso comprar um glicosímetro?

Essa é uma dúvida muito comum entre mulheres que apresentam esse quadro de diabetes gestacional. Apesar de não ser pré-requisito para o controle da doença, o glicosímetro auxilia muito na tomada de decisão cotidiana, uma vez que apresenta resultados de glicemia capilar confiáveis antes e após as refeições.

Justamente por oferecer a possibilidade de controle diário dos níveis de glicose no sangue, o glicosímetro permite que você defina sua alimentação diariamente, sem dúvidas quanto aos efeitos de cada alimento na sua glicemia. Essa liberdade é o principal benefício desse aparelho.

 

Quer receber atualizações sobre a diabetes gestacional e outros tipos de diabete direto em sua caixa de entrada? Então assine agora nossa newsletter e fique por dentro das principais novidades do segmento!

 

 

Revisado por Camila Cialdini Faria – Educadora em diabetes

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>